Portal de Notícias

 


18/05/12 Sex 9h10
Passeata contra violência
Alunos, professores, diretores de estabalecimentos de ensino estaduais, municipais e particular saíram às ruas de Mamborê no início da manhã de hoje (18). As faixas e cartazes explicavam o motivo do manifesto: manter sempre vivo o combate à violência e exploração de crianças e adolescentes.

De acordo com a secretária municipal de Educação Dalila Negrisoli de Carvalho, esta é uma sequência do trabalho realizado no II Fórum Permanente de Debate de Enfrentamento contra a Violência e Exploração da Criança e do Adolescente, dias 3 e 4 de maio. Trata-se da união de todos por uma causa, da qual a sociedade é vítima.

A realização é da Secretaria Municipal de Educação, Secretaria de Saúde, Secretaria de Assistência Social e Divisão de Cultura.

A realização da passeata no dia de hoje, não foi por acaso. Dezoito de maio foi instituído o  Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes, pela Lei n° 9.970 no ano 2000. A decisão da criação dessa data foi em 18 de maio de 1998, em um encontro na Bahia. Escolheu-se 18 de maio, pois nesse dia, no ano de 1973, a garota Araceli Cabrera Sanches, com 8 anos de idade, foi drogada, espancada, estuprada e morta, no Espírito Santo. Outras informações sobre o fato que motivou a criação do "18 de maio", estão no site www.comitenacional.org.br


Passeata pelas ruas de Mamborê


Primeira dama Elizabete Radomski, Vicente Maeski e Dalila Negrisoli de Carvalho (fazendo uso da palavra)


Vídeo da passeata